Pesquisar Neste Blog

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Michael Jackson movimenta cenário econômico

Segue abaixo um artigo que escrevi em 26 de Junho de 2009 para o Blog Trader Fácil:


Hoje o mundo amanheceu de luto, definitivamente. Após alguns boatos informando que a morte do "Rei do Pop" não passava de sensacionalismo jornalístico ou até mesmo que seria uma estratégia para aumentar a venda de seus últimos ingressos da turnê de despedida, infelizmente tudo se confirmou. Michael Jackson não está mais entre nós! O fato é horrível para a maioria das pessoas que cresceram ouvindo as canções deste astro e ficavam maravilhadas todas as vezes que assistiam sua mega-produção em ação. Porém, acredito que tudo serve de aprendizado. E este é, paradoxalmente, um ótimo momento para que nossos leitores entendam com mais facilidade o post "O QUE SÃO AÇÕES?".

No referido post, abordamos superficialmente os motivos das movimentações no mercado por causa de notícias por volta do mundo. Para que haja maior compreensão entre aqueles que ainda não conseguiram entender definitivamente, faremos um breve comentário visando a compreensão absoluta de como tudo influencia direta ou indiretamente na economia mundial.

Ao pedir a opinião da equipe da Redação Trader Fácil sobre se deveríamos falar a respeito da morte de Michael Jackson no blog, nosso consultor web, Tiago Duarte, perguntou-me: O que a morte dele tem haver com o cenário econômico?

Você também estava se perguntando isso? Que coincidência!!! É justamente sobre isso que nós vamos falar.

Em primeiro lugar, os promotores do show de Michael Jackson já afirmaram que terão um prejuízo de meio bilhão de dólares com a morte dele. Por quê? Porque somente em publicidade e ingressos, os primeiros 20 concertos estão estimados em US$ 215 milhões. A temporada está estimada em quase US$ 500 milhões. A empresa AEG havia feito seguro diante da possibilidade do cantor cancelar os primeiros 20 shows, mas a seguradora não garantiu toda a temporada. Além do mais, centenas de milhares de pessoas esperam nesta sexta-feira (26) ser informadas sobre como receber o reembolso pelos ingressos que compraram para os quase 50 shows que Michael Jackson faria. Segundo os organizadores, os ingressos foram vendidos a uma média de 11 por segundo, 657 por minuto e quase 40 mil por hora, quando começaram a ser comercializados, em março passado. Agora, são os organizadores do show que vão enfrentar um prejuízo gigantesco. Com base nessas informações, como você acha que será o futuro desta empresa? Você gostaria de ser acionista dela? Ao ler notícias como essas, investidores costumam pensar qual o risco que isso trará para o seu investimento. Entende agora? Que bom...

Segundo o Wall Street Journal, Michael Jackson recebia anualmente algo em torno de US$ 19 milhões somente em direitos. Mas o cantor havia acumulado, durante décadas de gastos extravagantes, dívidas que estavam por volta de US$ 300 milhões a US$ 500 milhões. Os cálculos indicam que o astro chegava ao final de cada ano devendo US$ 5 milhões, sem incluir alimentação, roupas e segurança.

Mas não existem apenas notícias que demonstram prejuízos. Michael Jackson ocupa agora os primeiros 15 lugares no site de vendas online Amazon.com, em venda de álbuns em questão de horas. O disco número 1, como se poderia esperar, foi a reedição do 25o aniversário de "Thriller", de 1982, disco mais vendido da história, com cerca de 50 milhões de cópias no mundo todo. Três diferentes versões de "Thriller" ocuparam as posições 12, 13 e 14. Em segundo lugar veio o "Off the wall", de 1979, que foi seguido de "Bad", de 1987. Seu último álbum, "Invincible", de 2001, veio em um lugar mais modesto, número 10. Os outros álbuns na lista eram, na maioria, coletâneas de seu trabalho solo ou seus hits com o Jackson 5. As vendas também dispararam no Reino Unido. 14 de seus trabalhos estão hoje entre os 20 mais vendidos da loja pelo site Amazon.co.uk. Ou seja, por mais incrível que possa parecer, a notícia sobre a falecimento de Michael Jackson foi ótima para alguns empresários pois ele renasceu comercialmente. É difícil ler isso? Acredite, foi difícil escrever também!

E para finalizar, o óbito deste cantor movimentou os sites de leilões no mundo todo. Milhares de novos itens como discos originais, camisetas e revistas raras estão à venda. Agora a pergunta que não quer calar: Você gostaria de ter direito a uma parte do patrimônio dessas empresas que estão lucrando com essa situação? Eu também gostaria.

Acredito que isso é só o começo. DVD's com shows raros e entrevistas antigas devem ser lançados nos próximos dias. Novas camisas. Novas fotos. Tudo visando o lucro. Imaginem só, no momento em que estou escrevendo essa matéria, como devem estar as reservas para hotéis na cidade onde ocorrerá o velório e enterro do cantor! E como estão as vendas de passagens? Essas instituições estão lucrando com isso. É assim que o mercado se movimenta. É assim que o mercado funciona.

Obrigado a todos.
Bons Investimentos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails